As 42 Leis de Maat

domingo, 22 de agosto de 2010



1- Eu não cometi pecado.
2- Eu não tenho cometido roubo com violência.
3- Eu não roubei.
4- Eu não matei homens e mulheres.
5- Eu não roubei grão (comida).
6- Eu não furtei oferendas.
7- Eu não roubei a propriedade do Deus (templo ou igreja).
8- Eu não proferi mentiras.
9- Eu não tenho levado comida fora (jogado fora).
10- Eu não tenho maldições proferidas.
11- Eu não tenho cometido adultério.
12- Eu não tenho dormido com homens.
13- Eu não fiz ninguém chorar.
14- Eu não tenho comido o coração (ou seja, eu não sofria inutilmente, ou sentido remorso).
15- Eu não ataquei nenhum homem.
16- Eu não sou um homem falso.
17- Eu não roubei terra cultivada.
18- Eu não fui um intrometido.
19- Eu tenho caluniado (ninguém).
20- Eu não tenho raiva, sem justa causa.
21- Eu não tenho debochado a esposa de qualquer homem.
22- Eu não tenho me poluído.
23- Eu não tenho aterrorizado ninguém.
24- Eu não transgredi (a Lei).
25- Eu não tenho sido indignado (irado).
26- Eu não tapei os meus ouvidos às palavras da verdade.
27- Eu não blasfemei.
28- Eu não sou um homem de violência.
29- Eu não sou um agitador de brigas (ou um perturbador da paz).
30- Eu não agi (ou julguei), com precipitação.
31- Eu não inquiri em questões (assuntos).
32- Eu não multipliquei minhas palavras, falando.
33- Eu não prejudiquei ninguém, tenho feito nenhum mal.
34- Eu não trabalhei feitiçaria contra o rei (ou blasfemei contra o rei).
35- Eu nunca parei (o fluxo) da água.
36- Eu nunca levantei a minha voz (falado com arrogância, ou com raiva).
37- Eu não tenho amaldiçoado (ou blasfemado) Deus.
38- Eu não agi com arrogância.
39- Eu não roubei o pão dos Deuses.
40- Eu não tenho levado os bolos Khenfu fora dos Espíritos dos mortos.
41- Eu não arrebatei o pão da criança, nem tratei com desprezo o Deus de minha cidade.
42- Eu não matei o gado pertencente ao Deus.

As leis de Maat, no Egito Antigo



Em egípcio, Maat quer dizer "verdade" e também é a Deusa egípcia da justiça, da verdade, da ordem, da harmonia, da estabilidade, da ética e do equilíbrio.

No Egito Antigo, a vida era regida por 42 Leis: as Leis de Maat. Essas Leis regiam todos os setores da vida das pessoas. Todos deveriam viver de acordo com Maat, que garantia a ordem de tudo o que existia. Estado, religião e sociedade eram governados pelas Leis.
Maat era tanto a justiça divina, responsável pela ordem na sociedade, quanto a ordem divina da natureza, que estabelecia como tudo no universo acontecia, desde o momento da criação.

Todos os Deuses do Egito, o Faraó, os camponeses, os aldeãos e a nobreza, viviam de acordo com a ordem estabelecida de Maat e as leis eram inquestionáveis.
Tudo o que era contrário às Leis de Maat estava fadado ao caos, morte, destruição, desordem, e não sobreviveria por muito tempo. Qualquer coisa que era contra às Leis de Maat, deveria ser punido, pois atingia a ordem estabelecida.
Só poderia viver feliz, em paz e próspero, quem seguia a ordem estabelecida por Maat.

Quando a pessoa morria, o seu coração era colocado na balança de Rá, o Deus Sol, e se ele pesasse mais do que a pluma/pena de Maat, ele não entrava no "paraíso".

Oração à Maat

sábado, 21 de agosto de 2010



Antiga oração egípcia, que recebi:



"Maat Maat
Iuit ne hotep Maat
Maat Maat
Nehes Weben Maat
Maat Maat
Nebt i me arb Maat"

Filha dos Deuses

quarta-feira, 16 de junho de 2010




Sou filha de Hades
Sou filha de Perséfone
Sou filha de Afrofite
Sou filha de Ártemis
Sou filha de Apolo

Sou filha de Isis
Sou filha de Rá
Sou filha de Osíris
Sou filha de Bast

Sou filha de Ereshkigal
Sou filha de Shamash
Sou filha de Ishtar

Sou filha de Lilith



Não por escolha minha
Mas por escolha dos próprios Deuses
Por escolha de nascimento

Sou aquela quem Hades abraçou em seu Reino Avernal, em minha viagem espiritual
Sou aquela quem Perséfone aconselhou sobre o Além-Mundo
Sou aquela que Afrodite abençoou à beira mar
Abraçada e amada pela morte e pelo mar
Eu sou aquela que dança com a morte, com a vida e com o amor.